Publicado em: 29 Junho, 2020

Amamentação: Cuidados a ter com os mamilos

“Amamentar não deve doer”

Mas, muitas vezes a realidade é bastante diferente nos primeiros dias. Durante a gravidez os mamilos da maioria das mulheres ficam maiores e mais sensíveis. E quando o seu recém-nascido começa a mamar, cria pressão e sucção como nunca sentiram antes (bem, pelo menos se for mãe pela primeira vez). A duração da mamada também pode demorar bastante tempo – às vezes até uma hora – e o seu bebé pode mamar até 13 vezes por dia. Toda esta nova sucção, pressão e saliva podem dar origem a mamilos doridos.No entanto, a dor vai desaparecendo, à medida que, juntamente com o seu bebé, se vai habituando a amamentar durante as primeiras semanas. Tratar dos problemas rapidamente é essencial para evitar maiores danos. Por isso, se os seus mamilos ficarem gretados, começarem a sangrar ou estiverem insuportavelmente dolorosos, fale com um consultor em aleitamento ou um especialista em amamentação logo que possa. Prevenir é o melhor remédio…

Por isso, tenha em conta estas dicas para resolver os problemas:

Verifique se o seu bebé faz uma pega correta

  • A solução para uma amamentação sem dor é o bebé fazer uma boa pega. Quando o seu bebé está a abocanhar a mama, dirija o mamilo para o céu da boca (palato) dele. Isto irá ajudá-lo a agarrar o mamilo, bem como parte da aréola (o círculo de pele mais escura em redor do mamilo) por baixo dele.
  • As posições de amamentação também ajudam a que o seu bebé adopte uma pega correta e são alternativas para a ajudar a amamentar o seu bebé com o mínimo de dor possível.

Tenha em atenção a língua presa ou freio da língua curto

  • A língua presa (anquiloglossia) afeta 4 a 11% dos recém-nascidos. Significa que a tira de pele que liga a língua ao fundo da boca, denominada freio lingual, é demasiado curta. Um bebé com língua presa pode não ser capaz de abrir a boca o suficiente para conseguir abocanhar bastante mama e provavelmente a língua não consegue cobrir a gengiva inferior quando faz o movimento de sucção. O resultado podem ser mamilos doridos para si e frustração para ele.
  • O seu bebé precisa de ser avaliado por um profissional de saúde, um consultor em aleitamento ou um  enfermeiro especialista para confirmar se tem a língua presa. Se necessário, pode ser tratada com um procedimento simples denominado corte do freio da língua (frenectomia lingual). Realizado por um profissional de saúde, normalmente não necessita de anestesia e pode ajudar a resolver de imediato os problemas da amamentação.

Dicas sobre o cuidado dos mamilos durante a amamentação

  • Lave a mama apenas com água durante o banho ou duche. Os pequenos altos (glândulas de Montgomery) na sua aréola produzem um óleo que hidrata e protege os seus mamilos. O sabonete e o gel de banho podem eliminar este óleo natural, provocando secura e irritação.
  • Deixe os seus mamilos secarem ao ar ou limpe suavemente com uma toalha.
  • Não é necessário lavar a mama ou os mamilos antes de amamentar. Na verdade, as bactérias da superfície da sua mama podem ajudar a desenvolver o microbioma intestinal do seu bebé.
  • O leite humano fresco pode ajudar a cicatrizar os mamilos danificados,por isso tente massajá-los com algumas gotas antes e depois de amamentar.
  • Mude os protetores de mamilos com frequência se ficarem húmidos, para reduzir o risco de infeções bacterianas ou fúngicas, incluindo a candidíase mamária.
  • Evite aumentar os intervalos entre as sessões de amamentação para “descansar” os seus mamilos. O seu bebé necessita de mamar por livre demanda para se manter saudável e crescer bem. Lembre-se que a amamentação frequente desenvolve e mantém a sua produção de leite, por isso continue a amamentar, mesmo com alguma dor.

Produtos úteis para o cuidado dos mamilos

  • Creme de mamilos de lanolina ultra pura – um produto natural obtido a partir da lã de ovelha. Hidrata e ajuda na recuperação. É inofensivo para o seu bebé, por isso não precisa de ser lavado antes de amamentar.
  • As almofadas de hidrogel podem ser colocadas nos mamilos doridos para um alívio imediato das dores da amamentação, bem como para criar as condições ideais para a recuperação. Pode mesmo guardá-los no frigorífico para um conforto refrescante.
  • Os  protetores de mamilo ajustam-se dentro do seu sutiã. São ótimos para impedir a fricção da roupa contra os mamilos doridos e têm orifícios para o ar poder chegar aos mamilos e ajudar a curar.
  • Sutiãs de amamentação fabricados de material respirável como o algodão, ou de tecido que seca rapidamente e elimina a humidade dos mamilos danificados.
  • Os mamilos de silicone são coberturas em silicone que se ajustam sobre os seus mamilos, com pequenos orifícios para o leite fluir quando amamenta. Protegem a pele que está por baixo e podem dar ao bebé que abocanha debilmente a mama algo mais firme para agarrar. De uma forma geral, os mamilos de silicone devem ser considerados uma solução a curto prazo. Se tiver problemas ou sentir dor, consulte o seu consultor em aleitamento ou especialista em amamentação.

A principal causa para os mamilos doridos é a pega incorreta. Quando o seu bebé e os seus mamilos estiverem habituados à amamentação, é verdade que não deve doer. Se a dor nos mamilos persistir ou se notar sintomas fora do habitual, procure um consultor em aleitamento ou um enfermeiro especialista.

Fonte: Enfermeira Parteira Liliana Correia – Equipa COGE

Consulta de Enfermagem de apoio à maternidade

Artigos relacionados